Controle financeiro empresarial: Como fazer, benefícios e sistema!

Controle financeiro empresarial

Você sabia que ter o controle financeiro empresarial é o primeiro passo para se fazer uma boa gestão financeira? 

Independentemente do tamanho da sua empresa, uma base confiável de informações é essencial para tomar as melhores decisões.

Não ter surpresas, evitar prejuízos e até mesmo saber o porquê sua empresa fica no vermelho, são alguns pontos que explicam a importância de ter um controle financeiro.

Confira nesse post quais informações sobre controle não podem faltar no seu negócio . Iremos  fornecer também dicas importantes para incrementar a sua gestão. 

O que é controle financeiro?

O controle financeiro é um acompanhamento de todas as movimentações financeiras, sua finalidade é averiguar o que está acontecendo com o que foi planejado.

Fazer o controle permite saber a real condição financeira do negócio, permitindo definir ações alinhadas às metas e objetivos de forma mais rápida possível.

Lembrando que usar o “feeling” não é um caminho aconselhável, tendo e vista que pode levar a falência da empresa no momento que não for mais sustentável suas operações. Sabemos que o resultado de caixa normalmente é diferente do resultado operacional do negócio, logo ter um bom caixa não significa lucro.

Não tem como ter total eficiência nessa questão com base no achismo. Como ter certeza se o plano financeiro está funcionando? Drucker, um dos maiores especialista em Administração já dizia: “o que não se mede, não se gerencia”.

Benefícios do controle financeiro empresarial

  1. Análise de gastos: possibilita a identificação de quais gastos podem reduzir e até cortar.
  2. Auxílio na gestão: informações precisas e atualizadas servem de base para decisões inteligentes.
  3. Correção de falhas e erros: é possível identificar rapidamente falhas e direcionar para o caminho desejado.
  4. Precificação: obter informação completa de custos e despesas ajudam a compor o preço de venda ideal.
  5. Planejamento de endividamentos: ter o controle de todas as movimentações permite verificar a real necessidade de solicitar capital de terceiro. 
  6. “Fazer o máximo com o mínimo”: avaliar as possibilidades de economia de gastos e de aumento dos lucros. A regra é otimizar o dinheiro, e o controle financeiro permite essa análise.

Quais são os controles financeiros básicos?

Alguns controles são fundamentais para ter uma boa gestão financeira, independente da área de atuação. Confira quais são:

  • Controle de caixa: Registro de todas as entradas e saídas de dinheiro. É necessário conferir diariamente para apurar a existência de divergências.
  • Controle bancário: Controle de depósitos e créditos na conta bancária e verificação do saldo existente.  
  • Controle de contas a receber: Registro dos valores a receber respectivo as vendas à prazo. Fornece informações para o fluxo de caixa.
  • Controle de contas a pagar: Controle de todas as obrigações financeiras a ser liquidadas. Fornece informações para o fluxo de caixa.
  • Controle de despesas: Registro exclusivo de despesas, acompanhando a evolução de cada item.
  • Controle de estoques: Acompanhamento das movimentações do estoque, averiguando a necessidade de reposição de produtos.

A sua empresa já tem esses controles financeiros? Se sim, já é uma ótima notícia. 

A organização é uma peça poderosa, que unida às práticas a seguir, podem melhorar a qualidade na tomada de decisões.

Controle_financeiro

5 dicas de como fazer um controle financeiro

Veja abaixo dicas e práticas que garantem um controle financeiro eficiente.

  1. Registre todas as movimentações financeiras: É importante registrar todas as movimentações financeiras, até mesmo os valores que não são considerados significativos . 
  2. Classifique as despesas e ganhos: Fazer grupos para classificar as contas também é uma dica essencial. Como: despesas de RH deve conter todos os gastos relativos aos funcionários.
  3. Tenha disciplina: os controles precisam estar sempre atualizados. 
  4. Faça acompanhamentos: quanto menor o intervalo de monitoramento, mais rápido será o redirecionamento de estratégias, caso seja necessário.
  5. Use uma ferramenta: é aliado a gestão financeira

Planilha ou sistema de controle financeiro empresarial?

Sabendo os benefícios do controle financeiro e o conjunto de ações para torná-lo eficiente, vamos falar sobre as ferramentas que podem otimizar os processos.

As principais questões a analisar são: praticidade e qualidade das informações.

A planilha tem benefício de organização dos números, uso de fórmulas, geração de relatórios e gráficos, é personalizável e possui bom custo-benefício. Com ela é possível ter uma visualização clara da situação financeira da empresa.

O sistema tem em seu diferencial a qualidade e integração das informações. 

Uma das vantagens do sistema é a automação das informações. A automatização dos processos gera agilidade e eficiência no acesso aos registros financeiros, consequentemente evitando retrabalho. 

Como exemplo, na planilha as informações do Contas a Pagar e Contas a Receber devem ser inseridas manualmente no Controle de Fluxo de Caixa, ou poderá ser feito uma referência a planilha de origem. Este é um outro ponto a ser avaliado.

Quando se faz uma referência, manipula muito as informações ou aumenta o nível de complexidade dos dados, podem surgir problemas com a qualidade das informações e até perda de dados.

Dessa forma, o sistema garante mais eficiência, otimização de tempo, além de praticidade e confiabilidade.

Quando se fala em sistema e com o melhor custo-benefício do mercado, a H4money oferece uma plataforma para quem precisa de agilidade no dia a dia e sabe da importância da gestão financeira para o negócio. Faça um teste gratuito!

Resumindo

O controle eficiente de recursos possibilita entender as necessidades de um negócio. 

Misturar despesas pessoais ou não anotar algum custo, por exemplo, deixam os resultados imprecisos, logo, podem levar seu negócio à falência.

É importante considerar a ideia de que para dar passos mais certeiros, você pode contar com apoio extra, de quem entende. Uma grande armadilha é acreditar que já se sabe tudo e acabar cometendo erros básicos.

Tenha em mente que o controle financeiro precisa ser visto como um processo. Nenhuma etapa pode ser descuidada. É preciso uma atuação contínua de análise e alimentação de informações, como também possuir um método organizado.

O que achou do conteúdo? Conseguimos te ajudar a entender melhor o assunto? Deixe seu comentário ou entre em contato conosco. Estamos prontos para auxiliar você  a descomplicar a gestão financeira.

Preparamos também um vídeo sobre os pilares essenciais para um bom controle financeiro. Não deixe de conferir!


H4money Cadastro

Deixe um comentário